Se nem a maça é PERFEITA…

capa-workshop-startup
Startup PRO
março 24, 2016
gp-coworking-ganha-destaque-nas-midias-com-smash-do-bem
GP COWORKING ganha destaque nas mídias com Smash do Bem
maio 31, 2016

Se nem a maça é PERFEITA…

se-nem-a-maca-e-perfeita

Ninguém é perfeito. Graças a Deus. Por isso quem busca um negócio de sucesso, segundo a psicóloga Camila Goldstein  deve saber que “a busca da perfeição pode esbarrar no auto abuso, na autocrítica e autocondenação.  Quando você se dá conta, em vez de estar comemorando suas pequenas conquistas, pode estar se repreendendo por não ter ido além”. Bons empreendedores sabem que perfeccionismo é ruim. Diz respeito ao exagero e não à vontade de fazer bem feito.

Quem já não ficou horas sem fim ajeitando um logo, um orçamento, uma proposta em um nível de chatice que – naquela etapa – ninguém iria reparar?

“Não que não seja louvável essa vontade de fazer sempre o melhor possível, mas tem um momento na linha do tempo da criação em que o custo/benefício não justifica mais o tempo investido em detalhes e – pior – provavelmente está comendo um tempo que poderia  ser melhor empregado desenvolvendo mais ideias ou refinando conceitos ou outra coisa qualquer mais valiosa para determinado projeto” analisa Wagner Brenner, fundador do site Updateordie.com

De acordo com Alessandro Vieira, sócio proprietário da GP COWORKING no bairro do Morumbi: “Para ser bem-sucedido é preciso ter consciência do real valor do tempo e saber bem como gastá-lo. E completa, ‘ Aqui na GP COWORKING nós estimulamos nossos parceiros e colaboradores em acreditar e terminar aquilo que começam. Afinal, você sempre pode fazer alterações no seu negócio conforme o tempo passa.”

Negócio bom é aquele que está no mercado. Consultores, mentores e especialistas em empreendedorismo de negócios acreditam que o perfeccionismo estimula o estresse, esmaga a criatividade, impede a produtividade e, finalmente, a rentabilidade.

A busca obsessiva da perfeição não define um bom trabalho.  Se liga nesse vídeo do diretor de Arte americano James Victore: “FECK PERFUCTION”.

E lembre-se que correr feito louco para ser o Mister CERTO NO ÚLTIMO GRAU impede tudo de melhor que poderia surgir sem querer no meio da rota, nas imperfeições. Na sua frente agora NÃO está um negócio . Aprenda a ficar tranquilo  com o trabalho em processo e vire MASTER em ANTECIPAR O POTENCIAL de conceitos.

Se até Steve Jobs, o nome da perfeição, se rendeu ao mercado e colocou MACS na rede que estão em constante atualização, QUEM DIRÁ WINDOWS?

IMAGINA VOCÊ E SEU NEGÓCIO?